GSH1W RBS TV SC
COMPARTILHE

NOTÍCIAS

21/fev/2017

Voos preventivos dos Bombeiros e Samu em rondas auxiliam guarda-vidas e banhistas

Durante o verão, o trabalho do Corpo de Bombeiros foi intensificado no monitoramento das praias com atividades preventivas, por conta do aumento do movimento de pessoas na orla marítima. Entre os destaques das ações estão os trabalhos aéreos dos bombeiros e do Samu, que envolvem rondas, apoio aos guarda-vidas e orientações aos banhistas.

“A média de atendimento dos helicópteros diários é de seis a oito durante a temporada. Fora deste período são quatro intervenções diárias”, disse o coronel Edupércio Pratts, piloto de resgate dos Arcanjos.

Em Santa Catarina, as aeronaves “Ancanjos” que fazem este tipo de atendimento estão em Florianópolis e em Itajaí. Segundo o coronel, desde a implantação do serviço há sete anos, os trabalhos são cada vez mais aperfeiçoados.

voo-florianopolis8

Patrulhamento identifica riscos que os banhistas podem correr por conta das correntes de retorno (Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

“Desde o início da temporada em dezembro até a primeira quinzena de março, as operações vão ocorrer diariamente. No caso de Florianópolis, por exemplo, a prevenção é feita de forma muito rápida e envolvem todas as 42 praias. Além disso, o tempo de resposta para o atendimento diminui consideravelmente”, explica.

Durante os voos, são identificados as correntes de retorno, demarcações de locais de riscos de banhos, orientações para as pessoas por meio de sinalização, interação com as unidades terrestres, guarda-vidas e também atendimentos emergenciais.

“No caso do Moçambique temos uma praia muito extensa. Por mais que tenha postos com guarda-vidas, é um local que exige um patrulhamento aéreo por conta dos diferentes acessos para os banhistas que pode ser feito por vários setores”, disse.

O telefone de emergência para casos de ocorrência é o 193.

Dicas

– Não entrar na água após consumir bebidas alcoólicas e comer em demasia;
– Não deixar crianças sozinhas;
– Praticar banho somente com a água no máximo na altura da cintura;
– Não ficar muito tempo exposto ao sol para evitar insolação;
– Evitar tomar banhos onde tiver valas, buracos ou correntes de retorno, conhecido como repuxo;
– Evitar entrada brusca em praias e rios após longa exposição ao sol, devido ao risco de choque térmico e desmaio;
– Manter-se afastado das áreas de pedras (a pessoa pode escorregar ou ser derrubado pela correnteza).

Confira as fotos feitas durante os patrulhamentos:

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

(Foto: BOA/ CBM SC/ Arcanjos)

Veja Mais

Anaísa Catucci, especial para o GShow

OFERECIMENTO